Partner Consulting | Soluções Únicas | Gestão Estratégica | Governança

A importância de manter políticas de compliance atualizadas nas empresas

A maneira em que um compliance é realizado pode falar muito sobre o nível de maturidade administrativa de uma empresa. Ele envolve esforços para alcançar conformidade com regulamentações, políticas internas e padrões éticos. Mais que isso, um compliance atualizado evita riscos legais, reputacionais e financeiros em um negócio quando é parte integrada no dia a dia dos colaboradores.

Abaixo, estão fatores essenciais para um compliance eficaz:

Atualização regular

Os procedimentos de compliance devem ser revisados regularmente para garantir que estejam alinhados com as mudanças regulatórias e as necessidades da empresa. Isso inclui avaliar se as políticas são eficazes na mitigação de riscos e se estão de acordo com a realidade de todos os setores.

Monitoramento contínuo

O compliance não é um evento único; é um processo contínuo. Empresas devem implementar sistemas de monitoramento para identificar possíveis violações. Isso pode incluir auditorias internas, revisões regulares de processos e uso de ferramentas de software para detectar atividades suspeitas.

Integração do compliance em processos de negócios

O compliance não deve ser visto como uma atividade separada, mas sim como parte integrante dos processos de negócios. Isso significa incorporá-lo em todas as áreas, desde a gestão de riscos até o atendimento ao cliente. Por exemplo, ao desenvolver novos produtos financeiros, é essencial considerar as implicações regulatórias desde o início.

Conscientização e treinamento

Para manter o compliance atualizado é preciso garantir que todos os funcionários estejam cientes das políticas e regulamentações relevantes. Isso inclui treinamentos regulares sobre questões como lavagem de dinheiro, proteção de dados e ética profissional. Além disso, é importante mantê-los informados sobre quaisquer mudanças nas leis ou regulamentos.

Clareza e acessibilidade

Um compliance bem executado é precedido por uma comunicação clara. Seu documento deve ser regido de maneira acessível, evitando jargões legais excessivos para que todos os membros da organização o compreendam facilmente. As políticas de compliance também precisam ser disponibilizadas a todos, bem como informar os canais oficiais para contato em caso de dúvidas ou denúncias.

Comunicação transparente

Uma comunicação transparente é fundamental para manter o compliance atualizado. Os colaboradores devem se sentir à vontade para relatar preocupações ou possíveis violações sem medo de retaliação, em muitos casos, o anonimato é a opção mais recomendada. Além disso, a alta administração deve comunicar claramente suas expectativas em relação ao compliance.

Ao seguir todos os critérios acima, gestores podem conscientizar seus funcionários, monitorar continuamente, integrar o compliance aos processos e manter uma comunicação transparente, para garantir conformidade com as regulamentações e proteger a reputação e sustentabilidade financeira de suas empresas. Adotar práticas claras, promover treinamentos e manter canais de comunicação abertos fortalecem, ainda, uma cultura de conformidade alinhada e acessível à realidade de todos.

Compartilhe este artigo
TAGS:

Soluções Relacionadas

Planejamento
Societário

Saiba mais 

Conselho de
Administração e
Consultivo

Saiba mais 

Plano de
Sucessão

Saiba mais 

Proteção
Patrimonial

Saiba mais 

Conselho de
Família e Conselho
de Herdeiros

Saiba mais 

Implementação de
Compliance

Saiba mais 

Estruturação de
Family Office

Saiba mais 

Implantação das Práticas de Governança

Saiba mais 

Diagnóstico de Governança Corporativa

Saiba mais 

Profissionalização
de Empresas
Familiares

Saiba mais 
Dê o primeiro passo para uma
parceria de sucesso
Vamos conversar?
crossmenu